Felizmente, ou infelizmente, a gente sente quando a pessoa não se importa de verdade.

Felizmente, ou infelizmente, 
a gente sente quando a pessoa 
não se importa de verdade.