sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Se pudéssemos ter consciência do quanto nossa vida é passageira, talvez pensássemos duas vezes antes de jogar fora as oportunidades que temos de ser e de fazer os outros felizes

Se pudéssemos ter 
consciência do quanto 
nossa vida é passageira, 
talvez pensássemos duas 
vezes antes de jogar 
fora as oportunidades 
que temos de ser e de 
fazer os outros felizes